Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




VISITA AO FORTE DA GRAÇA

por Francisco Galego, em 06.02.16

Já há algum tempo, tinhamos combinado ir ao Forte da Graça, em Elvas, para verificarmos como ficara após a reabilitação.

O complexo que já tinhamos visitado algumas vezes, é um extraordinário elemento de arquitectura militar. Estava muito degradado devido ao prolongado abandono depois de ter funcionado por muitas décadas como presidio militar.

Ficámos muito agradados com o rigor da reesturação levada a efeito. Despojada dos arrebiques de que, infelizmente, se usa e abusa em muito outros casos, houve o cuidado de preservar e realçar todos os elementos que documentam como era e como funcionava o edifício no tempo em que tinha a função para que fora criado. Percebe-se que houve cuidado na escolha dos materiais usados e que foram preservadas e recuperadas todas as estruturas que o compunham.

Apenas me pareceu que se deveria ter dado maior realce à fase de utilização, deste monumental elemento do património da nossa arquitectura militar, como presídio. Não para serem feitos excessos de dramatização, que nada justificava. Mas apenas porque essa foi, durante um tempo relevante, a sua utilização. São quase inexistentes as referências que a isso são feitas. Não me parece que haja razão para que essa tivesse sido a opção.

Para além do próprio edifício, a visita torna-se também muito interessante pela visão panorâmica que nos propicia da magnífica paisagem que o envolve e de que se pode disfrutar de modo altamente privilegiado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:04


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D