Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




QUE EDUCAÇÃO?

por Francisco Galego, em 28.01.16

Subjacente às filosofias e às opções que determinam as práticas educativas, está quase sempre a concepção que se tem sobre o actual conceito de cultura ao qual estão intimamente ligadas as opções sobre o que deve ser a formação das novas gerações.

Segundo Kant (1724-1804), a razão humana consiste na capacidade que tem de levantar permanentemente problemas, mesmo aqules que não sabemos resolver.

Frases de Eduardo Lourenço, em apresentação comentada da obra, Cultura - Tudo o que é preciso saber, de Dietrich Schwanitz:

“A cultura não é a resposta, é a questão”.

“A cultura é o diálogo da humanidade consigo própria”.

“Não há um paradigma. Não há cultura, mas culturas”.

 

A cultura será, portanto, a maneira como, cada civilização, cada povo, cada época,  se questionam a si próprias sobre: O que são? Para onde caminham? Que caminhos devem seguir?

Porque, nem as perguntas, nem as respostas são as mesmas, pois variam com o tempo, com as circunstâncias e com as situações.

Dietrich Schwanitz definiu a cultura como “a compreensão da nossa civilização” e como “um conhecimento que sabe avaliar-se a si mesmo”. Por isso, não se trata de saber coisas, mas de dar sentido às coisas.

Onde não houver pensamento não há cultura; há apenas coisas. Neste sentido podemos designar como contracultura, o que existe para nos distrair da verdadeira cultura.

Numa situação de contracultura, o tempo como que pára, instalando-se um presente contínuo, sem passado e sem futuro. Ou seja, deixa de haver memória de si mesmo e não existe projecto de construção do nosso próprio futuro.

Jean Jacques Rousseau colocou a cultura no centro da formação humana. A cultura é um conhecimento que se assimila, que se desenvolve e que se transmite. Por isso, a cultura pressupõe a capacidade de compreender e alargar a capacidade de agir.

Acontece que, em contradição com isto, a escola, cedendo às tendências mais conservadoras da sociedade, em vez de cuidar das novas gerações dotando-as duma capacidade expansiva de aprender, tornando-as  learners (dotados da capacidade de aprender), procura que acumulem grande quantidade de saberes, para que se tornem  knowers (acumuladores de saberes).

O sujeito conhecedor acumula enciclopédicos conhecimentos que pode exibir. O sujeito dotado da capacidade de aprender elabora, organiza e desenvolve os seus conhecimentos, em função da suas necessidades de conhecer para melhor agir. 
 
Noutros tempos em que era lenta a descoberta e difícil a aquisição de conhecimentos, era importante a sua acumulação. Hoje o conhecimento,  está em permanente desenvolvimento e é  continuamente acumulado de formas muito variadas e de fácil acessibilidade.
Daí a necessidade de adoptar uma atitude cultural mais dinâmica e adequada ao rápido e continuo desenvolvimento do saber.
 
O sujeito cultural deve ser um sujeito com memória de si mesmo e que, sendo capaz de elaborar o projecto daquilo que pretende tornar-se, pode planear o seu próprio futuro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:04


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D