Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




CAMPO MAIOR - MEADOS DO SÉC. XVI

por Francisco Galego, em 05.03.17

Provisão de D. João III, no ano de 1545

 

Os moradores da vila fizeram “um alpendre na Praça[1] ao longo do muro em que sem vendiam as cousas dela que houver”

            Concedido que “se lavrasse e se arrendasse por três anos a Defesa do Carrascal[2], um ano para o mosteiro de Santo António e os mais para as ditas despesas e que depois disto, umas casas que o concelho tinha que serviam de Audiências, e câmara que estavam dentro da vila, caíram e, que para se tornarem a fazer ordenaram com a maior parte do Povo e homens bons em Câmara que se fizessem as ditas casas junto da Praça ao longo do muro da barbacã[3], por dentro porque pouparia muito a vila e que por debaixo delas ficassem alpendres e se houver por bem que se fizessem para vender as cousas da dita vila na Praça e que por os alpendres se não poderem fazer ao longo do muro, possa vender cousa alguma sem da barbacã se derrubar o que ficar diante deles, me pedis que haja por bem que a dita barbacã se derrube e assim que se façam as Audiências[4] e Câmaras sobre eles por ser de menos custo e mais honra desta vila fazerem-se sobre os ditos alpendres em lugar onde se fazem. Havendo respeito ao que dizeis e por algumas cousas que a isto me movem, hei por bem que se façam as Audiências e Câmara sobre os alpendres que dizeis que se fazem na Praça por meu mandado para o que se derrubará a barbacã que estava defronte da dita obra e assim a barreira[5] até ao castelo sendo necessário.”

 

(Estêvão da Gama, Notícias da Antiguidade,Aumento e Estado Presente da Vila de Campo Maior, Texto actualizado,  pág.s 177 e 178)

 

  1. Praça Velha, adjacente ao castelo que, na época, era o centro da vida local em Campo Maior.
  2. Na zona agora ocupada pelo Centro Escolar, pela Técnidelta e pelo Centro Cultural.
  3. Muro de protecção do fosso para defesa das muralhas.
  4. Casas destinadas às sessões do tribunal.
  5. Muralha exterior que se localizava no local agora ocupado pela rua que tradicionalmente foi designada como na Rua da Barreira.

           

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:45



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D