Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




ACERCA DOS "GAVIÕES" QUE EXISTIRAM NA AVENIDA

por Francisco Galego, em 17.08.14

A referência feita pelo blogue “De Campo Maior”, ao texto que antes aqui foi publicado sobre “A Feira”, sugeriu-me escrever um texto usando o título das crónicas que, há muito tempo, fazia na televisão um mestre que tive na Faculdade de Letras de Lisboa e que muito contribuiu para a minha formação: o grande escritor e poeta Vitorino Nemésio.

Com alguma saudade e muita consideração, vou responder ao “De Campo Maior” começando assim:

 

Se bem me lembro…

 

Havia efectivamente, creio que, pelo menos, três "gaviões" na Avenida.

Os “gaviões” eram uma espécie de barracões em madeira, de considerável dimensão que corresponderiam, pela sua função, aos actuais “quiosques”. Aliás, os locais onde actualmente estão os que são bares, na parte oriental da Avenida da Liberdade, são os locais onde ficavam dois desses “gaviões”.

Ao contrário dos actuais “quiosques” que quase só funcionam no Verão, os “gaviões” funcionavam todo o ano. Uns tinham uma categoria semelhante à das tabernas mas um deles era mais do tipo “café e restaurante”. Chamava-se "Gavião Branco". Nas primeiras décadas do século XX, era considerado o local frequentado pelos homens considerados "notáveis" na vila. Digo homens, porque nenhuma senhora frequentava esses locais, sob pena de ficar "malfalada".

Já agora, uma curiosidade: Foi em volta do “Gavião Branco” que nasceram os primeiros grupos que praticaram o futebol em Campo Maior, desporto que se desenvolveu devido ao grande dinamismo de João Ruivo, funcionário público, escritor e jornalista, fundador de dois jornais: O Campomaiorense e o Notícias de Campo Maior. João Ruivo esteve ligado a todos os clubes de futebol que existiram em Campo Maior, incluindo o Sporting Clube Campomaiorense.

Os jogadores serviam-se do “gavião” como ponto de apoio e treinavam no fosso a que mais tarde se chamou “Jardim das Viúvas” que ficava mesmo em frente, no terreno onde está em construção um novo Jardim de Infância. Mas, os jogos eram disputados no terreno que fica entre a fonte/chafaris/tanque de S. Pedro e o muro da quinta do mesmo nome.

A sociedade campomaiorense era então muito estratificada. Por isso, havia os que frequentavam um ou outro dos "gaviões", consoante o grupo social a que pertenciam.

Quando surgiu o “Café Guitano”, no Terreiro, este nasceu logo estratificado em três zonas: a dos ricos, a dos remediados e a dos pobres. Claro que havia, espalhadas pela vila, um número considerável de tabernas.

Então, os “gaviões” entraram em declínio, foram fechando e acabaram por ser demolidos. O que durou mais tempo foi o “Gavião Branco” que esteve em funcionamento quase até ao final dos anos quarenta do séc. XX. Mas, nesse tempo, já não passava de uma vulgar taberna frequentada pelos contrabandistas.   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:04


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D