Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




CANTIGAS AO DESAFIO IX

por Francisco Galego, em 15.01.12

A perfeição de algumas destas quadras chega a levantar a suspeita de terem uma origem mais erudita, tendo sido aproveitadas pela cultura popular. Aliás, isso acontece com certa frequência em todas as épocas e em todos os lugares. As próprias danças populares sofreram grandes influências das danças de salão, sendo por vezes versões adaptadas das danças que o povo via praticar aos senhores.

Ainda mais um desafio entre homem e mulher sobre a arte de bem cantar:

 

- Vou-me a cantar uma cantiga,

Q’inda hoje não cantei;

Quero ver se a minha fala,

Está como ontem a deixei.

 

- Tens um cantar cativante,

Mas há quem cante melhor;

Há quem cante e até encante,

Aqui em Campo Maior.

 

- Falas assim sem saberes,

O que é cantar como eu;

Tens inveja é de não teres,

Um cantar igual ao meu.

 

- Continuas toda inchada,

E da razão convencida;

Mas p’ra teres voz afinada,

Tens que treinar toda a vida.

 

 

- Não te invejo podes crer,

És vaidoso e petulante;

Minha voz com ser mulher,

Dá-te a volta num instante.

 

- Irei cantar toda a vida,

Digo-te hoje p’ra saberes;

Minha voz já era linda,

Bem antes de tu nasceres.

 

- Já cantas há tanto tempo,

Esse treino te fez bem;

Mas digo-te neste momento,

Ninguém canta como eu.

 

- Canto eu e cantas tu,

Nossa voz dá que falar;

Nós cantando somos um,

Ninguém nos ganha a cantar.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:04



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D