Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




CANTIGAS AO DESAFIO VIII

por Francisco Galego, em 10.01.12

Noutras vezes, os cantadores escolhiam como tema um determinado conceito que utilizavam em cada uma das quadras que cantavam, como, por exemplo, neste caso em que a sequência das quadras está ligada pelo tema do coração e é constituído por antigas quadras que ainda hoje são cantadas:

 

- Ao meu coração chorando,

Perguntei o que sentia;

Respondeu-me soluçando,

Que já não tem alegria.

 

- O meu pobre coração,

Não tem casa anda na rua;

Não o queiras ver penar,

Faz-lhe um cantinho na tua.

 

- O meu pobre coração,

Já deita sangue pisado;

A culpa tive-a eu,

Por t’amar demasiado.

 

- Coração por coração,

Não deixes de amar o meu;

Olha que o meu coração,

Sempre foi fiel ao teu.

 

- Coração p’ra que palpitas,

Com batidas infernais;

Acaba com esta dita,

Não me faças sofrer mais.

 

- O coração mais os olhos,

São dois amigos leais;

Quando o coração está triste,

Logo os olhos dão sinais.

 

- Tudo o que é verde seca,

Em vindo o calor do Verão;

Só meu amor reverdece,

Dentro do meu coração.

 

- Sino coração d’aldeia,

Coração sino da gente;

Um a sentir quando bate,

Outro a bater quando sente.

 

- Os corações também choram,

É coisa que não sabia;

Esta noite acordei eu,

Ao pranto que o meu fazia.

                                 

- No coração duma pomba,

Nas asas da Primavera;

Quisera agora saber,

A tua intenção qual era.

 

- Se ouvires bater a chuva,

No chão da tua varanda,

Escuta, são as saudades,

Que o meu coração te manda.

 

- Meu coração bate, bate,

Nunca deixes de bater;

As tuas pancadas são,

As horas do meu viver.

 

- Tocam sinos no meu peito,

Morreu o meu coração;

Esta morte foi causada,

Pela tua ingratidão.

 

- Se soubesse quem tu eras,

Eu não te amaria, não;

Agora não há remédio,

Padece meu coração.

 

- Já te dei meu coração,

Coisa que dar não podia;

Já te dei a melhor prenda,

Que no meu peito trazia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:58



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D