Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




DA VINHA E DO VINHO

por Francisco Galego, em 11.10.11

Passámo a época das vindimas e estamos no início de nova produção vinícola.

 O vinho é uma das mais antigas produções do nosso território. Foram os romanos que o introduziram associado à produção dos cereais e do azeite. Estes três produtos agrícolas compunham a trilogia básica de sustentação para as populações romanizadas. A pecuária, sobretudo suínos e ovinos, eram as produções complementares para o abastecimento da carne, do leite e da lã.

Mas o vinho foi sempre considerado uma produção de excelência. Na Idade Média era tomado como complemento alimentar de grande importância e eram-lhe atribuídos efeitos terapêuticos no ataque a muitas maleitas. Nos Descobrimentos Marítimos, os navegadores perceberam que o vinho era o principal antídoto para o terrível escorbuto que resultava de uma alimentação desvitaminada por não poderem ingerir produtos frescos como frutas e vegetais, durante as longas viagens sem se aproximarem de terra.

 

O vinho foi sempre produzido em particamente todas as regiões do nosso país. Mas, no Alentejo, até há pouco tempo, a vinha ou bacelo aparecia associada ao olival. Com o alastramento da filoxera, a vinha sofreu forte redução na segunda metade do século XIX.

Actualmente, o vinho pode ser considerado produto de destaque da nossa produção agrícola por três ordens de razões: pela quantidade, pela variedade e pela excelência da sua qualidade. São portugueses alguns dos vinhos mais famosos do mundo.

 

Para ficarmos como uma noção da projecção dos vinhos portugueses, consideremos os seguintes dados:

- Em 1756 foi criada a Região Demarcada do Douro, primeira região vitivinícola a ser demarcada em todo o mundo. Governava em Portugal o Senhor Marquês de Pombal, em nome de Sua Majestade, D. José, soberano absoluto do Reino de Portugal e dos Algarves d’aquém e d’além-mar;

- No ano de 2010 foram vendidos 86 milhões de litros de vinho do Porto, tendo sido facturados dois milhões e meio de euros na exportação de vinho do Porto para o Brasil e o aumento das exportações de porto nesse ano foi de cerca de 3% o que correspondeu a 370 milhões de euros;

- A venda de vinho da Madeira no primeiro semestre de 2011 aumentou 5% e a venda total deste vinho para o estrangeiro atingiu a soma de 6.750 milhões de euros.

 

Mas, porque as condições climáticas não foram as mais favoráveis, espera-se uma redução de 30% na produção de vinho na Região Demarcada do Douro.

Por outro lado, há problemas difíceis de compreender no que respeita à produção do vinho: os agricultores queixam-se de uma sufocante falta de apoios e de se verem coagidos a vender a sua produção a preços muito baixos.

Coisas deste modo português de complicar em vez de facilitar, ou malhas que o “cego” capitalismo tece?

 

(Fonte de dados; DN, 2/10/11)


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:39



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D