Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O QUE DIZEM OS DOCUMENTOS XXIII

por Francisco Galego, em 02.05.11

 

Ano de 1936 (3ª Parte)

 

Em 16 de Agosto de 1936, o Jornal de Elvas noticiava a tomada de Badajoz pelas tropas de Franco. A guerra estava próxima, mas as forças republicanas continuaram a sua resistência até à capitulação final no início de 1939. Outra questão que merece algum interesse é o facto de, nas notícias destes anos, nas referências às Festas, ser usada mais a designação de Festas de Setembro do que Festas do Povo. Por mero acaso, ou porque assim estaria mais de acordo com as tendências ideológicas dominantes na época? Dá a impressão de que o lápis da censura terá entrado em funções. De qualquer modo, a designação Festas do Povo continuava a ser utilizada.

Na verdade, a guerra que lavrava feroz entre os nossos vizinhos não impedia que, ao que parece, a Vila de Campo Maior, mostrasse uma certa prosperidade. Pois é… Todos sabemos que, por vezes, com o mal dos outros nos damos nós muito bem. E também sabemos que o contrabando constituiu uma actividade de economia paralela que, ainda que perseguida e clandestina, tinha grande peso nesta região.

         

  Brados do Alentejo, Estremoz, 26 de Julho de 1936

Nova Banda


   È grande o número de sócios que se estão a inscrever constantemente na Sociedade Filarmónica Campomaiorense em organização. No próximo mês de Setembro deve chegar a esta o maestro contratado, cujo possui um curso superior de Conservatório. A Comissão Organizadora e os seus auxiliares têm ultimamente trabalhado afanosamente na sua organização. Oxalá não desanimem pois que a arte musical é uma das mais bonitas.

 

Festas de Setembro

 

Acha-se já contratada para abrilhantar estes grandes festejos, a reputada banda de Palmela e vai ser contratada também a filarmónica local.

Diz-se que dos diversos números de que se compõem os festejos, alguns novos, constará também uma festa de aviação no campo do rossio de São Pedro. Na avenida Dr. Agrela vão começar a montagem da grande instalação eléctrica para a sua brilhante iluminação. Diz-se mais que, nos quatro dias de festa, haverá carreiras de automóveis e caminhetas de Elvas e de Castelo de Vide e vice-versa.


Feira


   Decorreu muito animada como se esperava a Feira de Agosto, tendo vindo muitos forasteiros de Elvas, Vila Boim, Barbacena, Degolados e Ouguela. As duas touradas estiveram também boas com a sua pega e cambalhotas muito interessantes.

   Duas tendeiras que interroguei sobre o negócio, disseram-me que tinha sido excelente e que contavam aqui voltar para a festa.

 

O Correio Elvense, Nº 309, 6 de Setembro de 1936


   A vizinha vila de Campo Maior veste as suas melhores galas para receber os forasteiros que ali acorrem por motivo das Festas do Povo, que hoje têm início, terminando no dia 9. O programa é atraente: solenidades religiosas na igreja, de São João Baptista, com orquestra regida pelo Sr. José Roxo Duarte Sequeira, antigo subchefe da banda de Caçadores 8, desta cidade, concertos pela Banda Humanitária de Palmela, sob a direcção do mesmo senhor, procissão, festivais nocturnos no Jardim Público, fogos de artifício, festa da flor, corridas de touros à vara larga, inauguração do dispensário anti-tuberculoso, desafio de foot-ball, bailes e descantes populares, etc.

 

Brados do Alentejo, Estremoz, 20 de Setembro de 1936

Festas de Setembro


            Decorreram brilhantíssimas, como se esperava, as festas de Setembro e com farta concorrência de forasteiros. As ornamentações das ruas estavam soberbas, bem assim, touradas, fogos de artifício, feira, etc.


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:23


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D