Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O mercado do Terreiro

por Francisco Galego, em 26.10.10


Creio que o Campomaiorense, gentil como sempre, me permitirá estas linhas, que julgo serem de toda a justiça e de bastante interesse ao povo desta vila, com relação ao mercado que actualmente funciona no largo de Barão de Barcelinhos, mais vulgarmente conhecido por largo do Terreiro. Acontece, porém, que neste mercado não figura um só tabuleiro. Hortaliças e outros géneros alimentícios, andam rebolando pelo chão! Que vexame, um mercado que devia progredir de dia a dia. Há poucos dias passava um suíno pela rua abaixo com uma couve nos dentes que a muito custo da revendedeira e outros indivíduos que por ali fazem os seus quartos de sentinela, foi a couve arrancada da boca do animal. Momentos depois, a couve foi vendida por bom dinheiro a uma mulherzinha que não estava inteirada do caso. Mas, vamos que o animal possuísse mal na boca? Isto não deve continuar. Pedimos providências urgentes a quem competir, para que se acabe a com semelhante vergonha, a fim de se evitar uma desgraça e até mesmo para que os forasteiros que nos visitam, não façam de nós uma ideia muito triste ao verem um mercado sem tabuleiros e com os géneros pelo chão, quando Campo Maior é digno de melhor sorte.

Um leitor

 

Publicado Nº 43, de 20 Novembro de 1922 do jornal "O Campomaiorense

 

Nota: Os mercados realizavam-se antes na Praça Velha, junto ao castelo, depois passaram a realizar-se na Praça Nova ou Praça da República e. posteriormente, no edifício do Assento onde hoje está instalado o Museu Aberto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:34


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D