Quarta-feira, 15 de Novembro de 2017

Está quase terminada a colheita da azeitona neste concelho. Calcula-se em 500 mil litros a produção de azeite este ano. Isto não incluindo a grande quantidade de milhares de quilos de azeitona exportada para as fábricas de conserva da vizinha cidade de Elvas. Tal o desenvolvimento que neste concelho vai tomando esta cultura. Já estão funcionando todos os lagares de azeite que há na vila e também o lagar a vapor dos importantes proprietários Minas e Mocinha. Este lagar, inaugurado o ano passado e este ano aumentado com novos aparelhos que mais perfeito o tornaram, é o mais concorrido de fregueses visto que o precioso óleo ali é preparado com mais perfeição e as “fundas” são incomparavelmente melhores que noutros lagares.

O lagar conta com os seguintes aparelhos:

- um moinho sistema “Verachi” e outro “Balboutin” para moenda da azeitona;

- um remoedor “Valh” para bagaço;

- três prensas também sistema “Verachi” sendo duas para cinchos e outra para ceiras;

- baterias, bombas, etc.

Estes mecanismos são animados provisoriamente por uma locomóvel “Clayton” de 10 cavalos.

A elaboração diária regula por 7.800 quilos de azeitona.

O preço do azeite é de 2$200 réis por decalitro.

 -------------------------------------------------

NOTA: Este lagar situava-se na Rua Baluarte de Santa Rosa e pertence agora a uma empresa que se dedica à torrefacção e venda de cafés.

O jornal "O Mundo", publicava-se em Lisboa no começo do séc. XX.



publicado por Francisco Galego às 00:01
Aqui se transcrevem textos, documentos e notícias que se referem à vida em Campo Maior ao longo dos tempos
mais sobre mim
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
16
17

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
Visitas
blogs SAPO