Segunda-feira, 06 de Julho de 2015

Por vezes sou vencido pela tentação do pessismo. É natural se considerarmos toda a confusão que se desenrola à nossa volta. Principalmente neste tempo em que de tudo vamos tendo constantes notícias. Sobretudo das coisas mais chocantes e mais trágicas.

Mas, se me questiono, acabo sempre por concluir que sou radicalmente optimista, pois considero que a humanidade evolui no sentido do seu contínuo aperfeiçoamento. Mesmo nos períodos mais críticos, sobram sempre as sementes de que irão brotar novas e melhores soluções.

Poderá acontecer uma catástrofe final? Talvez... Não sei e ainda bem que não posso sabê-lo. Mas sei que, até esse derradeiro momento, terá havido gente a esforçar-se para que tudo pudesse resolver-se da melhor maneira.

E, se o acaso ou a estupidez tiverem mais força e puserem fim a tudo?

Então já nada importará porque tudo terá deixado de fazer sentido.

Creio que era Gramski que costumava enunciar um dito que adoptara como atitude de vida:

Pessimismo do intelecto, optimismo da vontade.



publicado por Francisco Galego às 08:06
Aqui se transcrevem textos, documentos e notícias que se referem à vida em Campo Maior ao longo dos tempos
mais sobre mim
Julho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
Visitas
blogs SAPO