Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

As fontes documentais escritas, mais antigas que se conhecem, apontam para que, a terra chamada Campo Maior, conquistada aos árabes pelos cristãos, tenha sido entregue em senhorio a Frei Pedro Peres, bispo de Badajoz. Em carta de “Fuero” datada de 30 de Maio de 1260, este bispo definiu-lhe as primeiras regras de organização e gestão bem como as obrigações dos moradores.

Esta carta de “FUERO CONCEDIDO AOS MORADORES DE CAMPO MAIOR...” começa por definir os uses e costunbres, bem como as obrigações. E também estabelece as penalizações a aplicar aos crimes e transgressões cometidos pelos povoadores, tanto a los que son, como a los que an da venir. O fuero refere algumas como: homicidio; furto; forçar mulher; testemunhar com falsidade; faltar ao chamado de um juiz ou se convocado ao concelho; o que romper compromisso com uma mulher, o que cavalgar cavalo alheio; o que ferir olho, braço, ou dente; o que ferir mulher alheia; o que mudar para a sua eira colheita alheia.

Tendas (lugares de venda) moinhos e fornos, de homens de Campo Maior ficam isentos  de foro., etc. 

Nestes documentos poderão ser encontradas mais informações:

- ACADEMIA DE LA HISTÓRIA. Coleccion de Privilegios y Escrituras de las Eclesias de España – Tomo III. Fol. 344

- Juan Solano de Figueroa, HISTORIA ECLESIÁSTICA DE BADAJOZ, Vol. III, 1ª parte, pág. 67 e seg.s



publicado por Francisco Galego às 00:17
Aqui se transcrevem textos, documentos e notícias que se referem à vida em Campo Maior ao longo dos tempos
mais sobre mim
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
16
17

19
20
21
23
25

26
27
28
30


arquivos
pesquisar neste blog
 
Visitas
blogs SAPO