Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

O TRANSTAGANO, Nº 18 – Elvas, Dom. 1/7/860

 

            A classe artística de Campo Maior ao Ilustríssimo deputado por Proença-a-Nova Sr. João Carlos Gambôa Mello e Minas:

            Merecestes Sr. deputado a gratidão de uma povoação inteira. Dignai-vos acolher benevolentemente a expressão dos sentimentos que animam todos os campomaiorenses.

Campo Maior, 28 de Junho de 1860

 

Joaquim Caetano Sereja – ferrador

José Pedro de Matos – idem

 

João António da Silva – latoeiro

 

Manuel António Ruivo – barbeiro

 

João da Matta Patrão – algibebe

 

Luís Maria Cordeiro – serralheiro

José António Cordeiro – idem

 

António dos Santos Brito – peleiro

José António de Bastos – idem

 

 

Francisco Jorge Motta – forneiro

José Rodrigues Pirão – sangrador

 

José Afonso Antunes – alfaiate

José Joaquim Gregório – idem

Francisco Camilo – idem

Francisco Mexia - idem

Francisco Marques Terrinca – idem

António Luís Ramos – idem

João Francisco de Mattos Maudinheiro – idem

Manuel Máximo Ramos Maudinheiro - idem

 

João Filipe – carpinteiro

Estêvão José Queiroz – idem

Manuel Gomes Lata – idem

João Francisco Rosado – idem

João José da Cunha Leitão – idem

Bernardo António Lata – idem

 

 

Elias Francisco – sapateiro

Manuel dos Reis Coelho – idem

José Martins Batuca – idem

João António Passão – idem

Manuel Lopes Soveral – idem

Francisco Lopes Soveral - idem

João António de Bastos – idem

João Lopes Themudo – idem

Januário António Cordeiro – idem

Luís José Maria – idem

Guilherme Caprino – idem

João Baptista da Gama – idem

Manuel Martins – idem

Pedro de Sousa – idem

João da Gama – idem

José António de Sousa Mourato – idem

Manuel Rodrigues p. Bessa – idem

Francisco Nunes da Fonseca – idem

José de Assumpção Aldeia – idem

Maurício José da Silva – idem

Joaquim do Carmo – idem

José Lino de Paiva – idem

 

João António de Sousa – ferreiro

João Severino Pilar – idem

Francisco António Bastos – idem

Joaquim António Bastos – idem

João José de Mattos- idem

João Francisco Pilar – idem

António Joaquim da Motta – idem

 

Foram estes "Artistas" que deram o primeiro nome - "Festas dos Artistas" às actuais "Festas do Povo"

Vejam só quantos homens dos ofícios, trabalhando em "lojas" abertas ao público, trabalhavam nas ruas de Campo Maior. Havia mesmo ruas que eram totalmente ocupadas pelas suas oficinas.



publicado por Francisco Galego às 20:49
Aqui se transcrevem textos, documentos e notícias que se referem à vida em Campo Maior ao longo dos tempos
mais sobre mim
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
15
16
18

19
20
22
23
24

26
27
28
30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
Visitas
blogs SAPO