Quinta-feira, 06 de Outubro de 2011

Com a criação do 2º modelo a que podemos chamar “das flores de papel”, as festas que já tinham sido oficialmente chamadas de “Festas em Honra de São João Baptista” e de “Festas do Povo”, embora o povo insistisse em chamar-lhe “Festas dos Artistas”, as festas de Campo Maior começaram a ser conhecidas como “Festas da Flores”.

Porém, devido a factores políticos e sociais que provocaram grandes mudanças na sociedade, as “festas” conheceram um período de apagamento não se tendo realizado entre os anos de 1972 e 1982.

Desde início dos anos oitenta do século passado, as “Festas” regressaram mas com tal dimensão e fulgor que alguns designam este novo período como o do “gigantismo das Festas do Povo”.

Por um lado, a decoração das ruas e largos tornou-se cada vez mais elaborada. Por outro lado, a área ornamentada foi-se estendendo para novas zonas urbanizadas. Estes dois factores associados atraíram cada vez mais visitantes.

Um escritor regional traduziu esta nova mudança chamando significativamente a 1985 o “ano das multidões” e a 1989 o “ano do milhão”, tal foi a afluência de visitantes que se então se verificou.

Este “gigantismo” correspondeu a um maior nível de exigência e gerou a necessidade de criar um novo modelo que adaptasse as “Festas” às suas novas condições.

As “Festas do Povo de Campo Maior” encontram-se desde então numa situação dilemática:

- Para responderem a novas necessidades exigem Inovação;

- Para não se descaracterizarem, têm de preservar a Tradição.

Fundamentalmente, o dilema consiste em:

Como inovar mantendo a tradição?

A nível da inovação urge encontrar um modelo de gestão que consiga estruturar uma equipa que conceba, desenvolva e avalie um projecto adaptado às novas circunstâncias. Esta necessidade já se manifestou na criação da Associação das Festas de Campo Maior em 1994.

A nível da produção, torna-se difícil conciliar alguma “profissionalização” sem com isso afectar a imprescindível participação activa e empenhada da população.

Como a necessidade é mestra de engenho, tenhamos confiança de que iremos encontrar as melhores soluções.

 

 



publicado por Francisco Galego às 19:21
Aqui se transcrevem textos, documentos e notícias que se referem à vida em Campo Maior ao longo dos tempos
mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

17
18
19
20
22

23
24
25
27
28
29

30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
Visitas
blogs SAPO