Terça-feira, 08 de Fevereiro de 2011

Diário d’Elvas, Ano I, nº 80, 3ª feira, 3 de Outubro de 1893

Aparecem dois anúncios na página 3, um de uma empresa de transportes, outro do proprietário de um restaurante de Elvas que vai estabelecer-se durante as festas em Campo Maior. Estes anúncios são publicados pelo jornal nos cinco dias que antecederam as Festas.

 

Festas em Campo Maior

Um grupo de artistas briosos e incansáveis em engrandecer a terra de sua naturalidade, promove nos dias 7, 8, 9 e 10 do corrente, grandes festejos na vila de Campo Maior. Já tinha justa fama a festa denominada dos “contrabandistas”, pois a que agora se vai realizar será em tudo superior, para isso se empenham os seus promotores e pelo que se vê nos preparativos vai Campo Maior mostrar que dispõe de elementos em boa vontade e riqueza.

No intuito de auxiliarmos tão louvável empreendimento estabeleceremos para lá nesses dias carreiras de “char-à-bancs”,* ao preço de 500 réis ida e volta, partindo de Elvas às 8 e meia horas da manhã com regresso às 11 horas da noite.

As pessoas que desejarem aproveitar pedimos que nos previnam com a possível antecedência.

Mendes & C.ª

 

Festas em Campo Maior

Restaurant

Rua da Mouraria, 9

(Bandeira à porta)

Garriffo, gerente do Hotel Italiano em Elvas, vai estabelecer na vila de Campo Maior um restaurante, durante os dias de festa que ali se devem celebrar.

A inauguração terá lugar na próxima sexta-feira, 6 do corrente, pelas 8 horas da noite.

Haverá a qualquer hora canja de galinha e grande variedade de pitéus de finíssimo sabor, bons vinhos e grande sortimento de pastelaria de nata e carnes.

Por estes documentos podemos concluir que:

- É errada qualquer identificação entre a Festa dos Contrabandistas, que se realizava pelo São João e consistia numa procissão desde a vila até São Joãozinho, seguida de arraial (esta festa foi muito bem descrita pelo escritor campomaiorense Lourenço Caiola) e as Festas em Honra de São João Baptista, mais tarde designadas por Festsa do Povo;

- Já no século XIX as Festas atraíam tantos forasteiros que as empresas de transportes e de restauração da cidade de Elvas se organizavam para servir as gentes que se deslocavam a Campo Maior.

 

 

 

 



publicado por Francisco Galego às 19:28
Aqui se transcrevem textos, documentos e notícias que se referem à vida em Campo Maior ao longo dos tempos
mais sobre mim
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
17
18
19

21
22
23
25
26

27


arquivos
pesquisar neste blog
 
Visitas
blogs SAPO