Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011

"Se as Festas do Povo se realizarem este ano, em 2011, serão assinalados os 100 anos da existência deste evento cultural, uma vez que o primeiro certame aconteceu em 1911." in Rádio Elvas

Basta de criar mentiras e patranhas à volta de um assunto que está perfeitamente documentado e sistematizaddo em obra publicada.*

Para já começo por dizer que não se realizaram as Festas do Povo no ano de 1911. Tinham-se realizado, com muito custo e muito pouca glória em 1909. Havia uma grande crise económica e política, agravada com o assassinato do rei D. Carlos e do princípe herdeiro D. Luis Filipe, em Fevereiro de 1908.  Viviam-se tempos de elevada instabilidade, não havendo, portanto, grande disposição para festejos.

Aconteceu mesmo que depois, as Festas deixaram de se realizar por muitos anos. Só passados doze anos, em 1921, voltaram a realizar-se as Festas em Honra de São João Baptista, que tiveram lugar nos dias 3, 4, 5 e 6 de Setembro.

Acontece também que, as Festas existem há mais de cem anos, sendo completamente destituída de fundamento a ideia de que se vai comemorar o seu centenário.

As Festas em Honra de São João Baptista, começaram a comemorar-se para celebrar o fim do cerco de 1712, pois estando  vila para se render, o exército espanhol levantou esse cerco e a população atribuiu o facto à intervenção do santo patrono de Campo Maior. Com algumas interrupções, a tradição foi-se consolidando até chegar ao século XIX. Devido a tempos muito conturbados, com guerras civis, houve períodos mais ou menos extensos de interrupção. Quando as coisas voltaram à normalidade, a população resolveu voltar à celebração das Festas e isso aconteceu no ano de 1893, mudando-se então a data de Outubro para os primeiros dias de Setembro.

Outra questão é a do nome que estas festas tiveram. Oficialmente, foram designadas como FESTAS EM HONRA DE SÃO JOÃO BAPTISTA até ao ano de 1922, data em que João Ruivo, no seu jornal O Campomaiorense, propos que estas festas que o povo se habituara a designar como sendo as Festas dos Artistas, se passassem a chamar de FESTAS DO POVO. Queria ele com isto significar que já não eram apenas os comerciantes e os artesãos que as organizavam e realizavam, pois que todo o povo se envolvia na sua realização.

Basta consultar um quadro cronológico com os anos de realização das Festas para se verificar que elas acabam sempre por reflectir os grandes acontecimentos que se foram dando na vida do país e do povo de Campo Maior.

 

 

* Francisco Galego (2004). Campo Maior - As Festas do Povo, das Origens à Actualidade. Lisboa: Livros Horizonte. (O livro está à disposição de quem o quiser consultar na Biblioteca Municipal de Campo Maior)



publicado por Francisco Galego às 14:21
Aqui se transcrevem textos, documentos e notícias que se referem à vida em Campo Maior ao longo dos tempos
mais sobre mim
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

17
18
19
21
22

23
25
26
27
28
29

31


arquivos
pesquisar neste blog
 
Visitas
blogs SAPO