Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

Água medicinal


 

“Existe nos arrabaldes da Praça de Ouguela uma antiquíssima fonte, cuja água mineral é muito útil para expulsar os vermes, que vulgarmente lhe chamam lombrigas e que, antigamente, até tinha a virtude de extrair a solitária.

Esta água ainda hoje é procurada e conduzida para Lisboa, Madrid e para outras diversas povoações tanto de Portugal como de Castela. Mas a fonte está em estado de ruína e de dia para dia cada vez mais; e talvez haja séculos que não sejam consertados os seus canos, o que concorre para que as águas das chuvas e de nascentes próximos se introduzam nos mesmos canos e façam com que uma água tão útil seja alterada. Seguramente que, causaria muito melhor efeito, se se explorassem o seus canos até ao nascente.

Os dignos camaristas deste concelho, ainda que tenham grandes desejos de mandarem fazer melhoramentos a esta fonte, não têm meios, por serem as rendas do concelho muito diminutas. Assim, compete ao governo de Sua Majestade mandar fazer esta exploração e incumbir a peritos competentes que analisem a água do seu nascente.

A Fonte da Graça é bem digna de análise e reparos, pois água que tenha tais virtudes não nos consta que haja outra em Portugal.

Temos confiança que o excelentíssimo ministro das obras públicas nos há-de atender.

Manuel Gama Lobo

In, A VOZ DO ALEMTEJO , Nº 4 (2º Ano)      ELVAS, 4ª – FEIRA  3/10/1860

 

 



publicado por Francisco Galego às 16:12
Sem dúvida que deveríamos apostar mais na reconstrução e preservação da nossa histórias!! Até nisso nos desleixamos!
Canalização a 26 de Outubro de 2011 às 17:52

É uma pena!
Canalização a 31 de Outubro de 2011 às 12:24

Aqui se transcrevem textos, documentos e notícias que se referem à vida em Campo Maior ao longo dos tempos
mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

17
18
19
20
22

23
24
25
27
28
29

30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
Visitas
blogs SAPO