Segunda-feira, 01 de Fevereiro de 2010

Os conceitos de estratégia, planeamento e táctica tiveram a sua origem no domínio militar, mas foram passando para outros domínios como o político e o empresarial, sendo tomados em consideração sempre que se trata de tomar decisões de forma a garantir o máximo de eficácia com o mínimo de esforço e despendendo o menor gasto de recursos.

Estes conceitos foram explicitados por grandes pensadores como Maquiavel (1469-1527), escritor e politico italiano que desempenhou cargos importantes ao serviço de Florença, sua cidade natal. Na sua obra, A Arte da Guerra, publicada em 1521, explicitou a doutrina de que, durante a guerra, tinha de haver uma relação muito íntima entre a acção militar e as finalidades da política. Frederico II, o Grande, rei da Prússia entre 1740 e 1786, grande estadista, homem de grande cultura e chefe militar eminente, considerava a guerra como um assunto do Estado e, por isso, exigia um rigor matemático na definição das estratégias e tácticas militares que garantissem que, com o mínimo de recursos e de esforços, se obtivessem os melhores resultados. Napoleão Bonaparte introduziu na estratégia militar o conceito de planeamento em larga escala e em amplos espaços, para a preparação das suas campanhas militares. Carl von Clausewitz (1780-1831), oficial do exército prussiano, membro de estado-maior e director da Academia de Guerra, na sua obra Da Guerra publicada postumamente entre 1832 e 1834, baseado nos estudos que fez sobre as campanhas napoleónicas, explicitou a ideia de que a estratégia ocupava o nível mais elevado da direcção militar e, por isso, tinha de ser delineada em conjugação com a política.

O conceito, hoje mais ou menos consensualizado, de estratégia define-a como uma metodologia científica, uma maneira bem estruturada para elaborar projectos ou planos de acção, tendo em consideração os recursos de que se dispõe para se poderem atingir certos objectivos que se destinam a concretizar os fins em vista. Trata-se, portanto, de um saber que permite estruturar uma actividade para conseguir realizar qualquer projecto ou intenção com vista a atingir determinados objectivos convergentes para uma finalidade.

Intimamente ligado ao conceito de estratégia foram-se explicitando os conceitos de planeamento e de táctica.

O planeamento consiste em elaborar uma antevisão da acção que pressupõe o traçar de um projecto geral que fixe os objectivos, considere os recursos necessários e os disponíveis, calendarize as etapas e o tempo de execução.

Se a estratégia define o que fazer tendo em vista as intenções e o planeamento define como desenvolver a acção para realizar o que se pretende, a táctica consiste em usar da melhor maneira os recursos, recorrer aos métodos mais adequados e mais eficazes para desenvolver a acção planeada. A táctica diz respeito ao como fazer, à maneira de proceder, aos modos de agir a que devemos recorrer para ultrapassar obstáculos, resolver situações que se nos colocam quando temos de desenvolver uma acção.



publicado por Francisco Galego às 12:32
Aqui se transcrevem textos, documentos e notícias que se referem à vida em Campo Maior ao longo dos tempos
mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
20

22
23
24
25
27

28


arquivos
pesquisar neste blog
 
Visitas
blogs SAPO